TOPO
  • 25/11

    Olá meus amores. Esta semana a coisa tá feia pro lado dos esportes. O Brasileirão não tem novidades, toda a rodada será decidida no domingo. Na fórmula 1 já temos um vencedor faz tempo e o “coitado” do Galvão Chatonildo Bueno nos “alegra” com a sua narração animada tentando dar alguma emoção nas corridas. Nada de luta por esses dias, temos a NFL (Liga de Futebol Americano) que também tem seus jogos aos domingos e não temos novidades… enfim… TO FERRADA!!!!

     

    Mas como vcs já perceberam, eu falo (neste caso, escrevo) pra caramba então não me farei de rogada e escreverei sobre outras coisas que me deixaram passada esta semana. Na verdade três coisas. A primeira surgiu no twitter ao ler e me intrometer na conversa dos outros (pq além de eu ser curiosa e intrometida, eu ainda quero pegar o trem andando, sentar na janelinha AND dar tchau… ALOKA!) Pois bem, me intrometi na conversa da @cristymariani, @guisalviano, @cobaia4ever e @FcoRamis sobre bunda, sim sobre bunda de mulher, sobre como endeusam as bundas femininas, nas músicas, nas escolas de samba, na sociedade, nas novelas. AAAAAAAAAAAAAAAA ninguém merece!!!!! Lutamos tanto! Para sermos reduzidas a uma BUNDA? Poxa gente! Tanto cantores e compositores falaram da beleza da mulher brasileira (Tu és, divina e graciosa, estátua majestosa…) (Olha que coisa mais linda mais cheia de graça…) PRA QUE? Pra em pleno século 21 cantarem: (VAI POPOZUDA!) (REBOLA SAFADA!) Ai que treva! Não sei o que me deprime mais, se são essas músicas, ou se são as moças de hoje em dia que não só gostam dessas músicas, como almejam o sucesso bundificante que a mídia criou. Não sei se fico com raiva ou se tenho pena dessas pobres coitadas que malham tanto a bunda que se esquecem de malhar o cérebro. (Dica, não importa o quanto vcs malhem, uma dica a sua bunda vai cair. Gentemmmm, não sou feminista, mas somos mais que uma bunda. Temos cérebro sabiam? (bem a maioria de nós), mas isso não vende…

     

    O que me leva para o meu segundo assunto: Burrice. Hoje eu perguntei para um aluno (sim eu sou professora de Ensino Médio, fazer o que né) quanto era 130 divido por 10, estávamos numa conversa informal. Sabe qual foi a primeira resposta? (aluna de 2º ano do Ensino Médio) 22. Eu quase surtei, ai perguntei de novo, pq achei q ela tava me zuando, e ai veio a segunda resposta: 15. Ai meus sais!!!! É por isso que os professores estão entrando em estado de choque! Caraca, isso é tabuada do 10. Qdo eu falei que dava 13, ela ainda achou que tava errado. Ninguém merece!!!! Sabe qual foi a desculpa? “Ah prof. De cabeça é muito complicado né” AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA Ó e agora, quem poderá me defender? E o pior é q quando contei sobre isso para outros ELES TAMBÉM NÃO SABIAM!

     

     

    QUERO PARAR ESTE TEXTO PARA APLAUDIR DE PÉ O INFELIZ QUE INSTITUIU A PROGRESSÃO CONTINUADA NAS ESCOLAS DO ESTADO DE SÃO PAULO!

     
     
     
     

    Pois estes alunos a quem me referi são meus parentes e mesmo tendo acompanhamento em casa, estão nesta situação deplorável, portanto deixo meu protesto como professora e parente revoltada com um sistema que destruiu uma geração de crianças. Querem mais exemplos? Perguntei quem foi Tiradentes, ninguém sabia. Fiz também um teste no facebook colocando a foto do quadro da independência e agradecendo ao Dom Pedro pelo feriado prolongado de 15 de novembro. Vcs não imaginam a quantidade de alunos que curtiram meu post. ¬¬ Só um amigo advogado e outro professor que me “corrigiram”. Agora, a culpa é do professor? Ele não pode exigir, não pode reprovar, não pode nada. O aluno não tem a obrigação de estudar, nada acontece com ele, nada é exigido dele. Os pais (não são todos) não tem mais responsabilidade nem de comprar um caderno, eles acham que a escola é papelaria, tem pai que vem pra reunião e pergunta pra gente qual é a série que o filho estudo (o ser não sabe se o filho dele está na 5º, 6º, 7 º…) Quem criou esta situação? É de se pensar, porque quem está sofrendo é a criança que está se formando com este cérebro de formiga. E os professores estão ficando doentes de tanto dar murros em ponta de faca e se decepcionarem ano após ano.

     

    Se bem que num país que um pesquisador ganha bem menos que um jogador de futebol… Aliás, isso me leva ao meu terceiro tema e CHEGA DE MIMIMIMIMIMI. Momento desabafo passou. Titia Lica já jogou toda a sua revolta nas linhas ai de cima (foi mal povo, tava engasgado) Mas tem um papo que tah todo mundo falando, a bronha descascada em vídeo pelo Ronaldinho Gaúcho. Que é que foi aquilo gentem!!!! Furem meu olhos! Furem meus olhos! Claro que não vou postar o link aqui, mas recebi este link medonho da minha querida @samara7days. Agora vamos refletir. O cara é feio pra caramba. Ok, mas tem grana, ok. Pra que fazer isso? Independente de seus dotes físicos, as pessoas deveriam ter alguma dignidade né. É muita exposição e de graça. E já começou a zuação. Tão falando que descobriram pq ele não pega mais na bola. É que nenhum jogador vai querer gritar “Ronaldinho, toca pra mim!” uahuahauhuahuah. Que king kong que vc pagou hein mocinho!!! Abafa o caso! Gentem vou ficando por aqui que esta semana destilei veneno demais. Se eu morder a língua morro dura! Ah, não deixem de conferir minha nova coluna mensal que vai estrear neste domingo. Suspense!!! Muahahahah (#aloka)

     

    Bjokas da Naja e até a semana que vem.

     

    Lica Moon.
     

    Vc tem twitter?
    Tem algo a dizer? Dicas, perguntas, fofocas, sugestões? Escreva para [email protected]

    tags: , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs