Categoria: Curiosidades

O site College Humor chamou o animador Mike Trapp para mostrar como seria se os humanos tivessem o mesmo comportamento sexual de oito espécies diferentes do Reino Animal. Apesar de o Kama Sutra tradicional incluir inúmeras posições, na natureza existem muito mais curiosidades do que julga nossa vã sabedoria.

 

Por isso, se divirta com os GIFs abaixo de como seriam 8 cópulas humanas baseadas em alguns bichinhos:

 

1. Louva-a-deus

 

Durante o ato sexual, a fêmea arranca a cabeça do macho, pratica o canibalismo e termina a relação apenas com o que restou do corpo do parceiro! Quem será que teria coragem de enfrentar uma mulher “furiosa” como essa?

 

posições sexuais

 

2. Tartaruga

 

Esse bichinho é lento por natureza – até mesmo durante a prática sexual. Tanto que quando o macho está sobre a fêmea, a coisa toda é tão devagar que ela pode se alimentar ou até mesmo cochilar! Algumas mulheres podem até alegar que esse comportamento não é tão diferente de alguns machos-alfas da espécie humana por aí, tanto que existe até aquela famosa piadinha: “Bege… acho que vou pintar o teto de bege”.

 

posições sexuais

 

3. Minhoca

 

Não, o GIF abaixo não representa um 69 durante um mar agitado: trata-se de como seria a reprodução humana se nós fôssemos parecidos com as minhocas! O mais curioso é que, apesar de esse bichinho ser hermafrodita, ou seja, possuir os dois sexos, ele necessita de um parceiro para cada um deles fecundar a parte feminina do outro.

 

posições sexuais

 

4. Sapo

 

O macho precisa sinalizar para a fêmea que está disponível para o sexo, e isso é feito através do coaxar. Quando o casalzinho se encontra, a fêmea libera um líquido que o macho “bate” com as patas traseiras até transformá-lo em uma espuma. Só então ela deposita seus ovos nesse “produto” para o macho fecundar.

 

posições sexuais

 

5. Libélula

 

O casal de libélulas se encontra em pleno voo. Para não assustar a fêmea, o macho chega “de costas” até acasalar através de uma região próxima ao ânus. E tudo isso sem precisar parar de voar!

 

posições sexuais

 

6. Tamboril

 

Essa espécie de peixe é aquela que possui um tipo de lanterna em sua testa. A sua reprodução é única na natureza – e muito bizarra! O macho adulto não possui sistema digestivo, e sua única função na vida é encontrar uma fêmea que o “aceite”. Quando a encontra, ele se funde ao seu corpo e, pouco a pouco, vai desaparecendo, restando apenas suas gônadas sexuais, que liberam o esperma para fecundar os ovos da namorada.

 

posições sexuais

 

7. Lesma

 

A lesma é outro exemplo de um ser hermafrodita que necessita de um companheiro para fecundar sua “parte” feminina. Quando dois indivíduos se encontram, eles se entrelaçam de ponta-cabeça até o momento em que o próprio pênis de ambos se enrola e fecunda o outro indivíduo. Claro que isso leva horas – estamos falando de lesmas.

 

posições sexuais

 

8. Craca

 

Esses artrópodes vivem dentro de suas conchas e não saem delas nem mesmo para a reprodução. Por mais que sejam seres hermafroditas, a autofecundação é extremamente rara, por isso a necessidade de um parceiro. Mas se eles não saem da concha, como fazem? Simples: eles esticam seu pênis gigantesco até a concha mais próxima para fecundar o vizinho!

 

posições sexuais

 

Via Megacurioso.

Postado em: Curiosidades Por: Binho

Saiba mais sobre à origem de alguns gestos populares, ou seja, as histórias sobre como eles surgiram e começaram a ser usados. Scott Ganz do site Mental_Floss reuniu uma interessante lista de sinais interessantes, explicando como eles se tornaram populares, e nós selecionamos cinco para você conferir. Veja:

 

1 – O infame

 

gestos populares

 

Surpreendentemente, mostrar o dedo médio em sinal de desagrado é algo que as pessoas fazem há muito, muito tempo. De acordo com Scott, o costume, na verdade, remonta da época da Roma Antiga, quando os romanos usavam o digitus impudicus — ou dedo indecente em tradução livre — para espantar o mau olhado.

 

Para os antigos romanos, o dedo médio estendido trazia semelhança com o membro sexual masculino e, portanto, era exibido toda vez que alguém sentia que estava sendo encarado maliciosamente. Isso porque os romanos acreditavam que podiam se proteger de maldições e pragas mostrando seu “pipi” manual mágico.

 

2 – O soquinho

 

gestos populares

 

Outro gesto bastante comum é o que você acabou de ver na imagem acima. Segundo Scott, ele surgiu com os boxeadores profissionais dos anos 70, que batiam com as luvas para se cumprimentar antes do início das lutas.

 

Depois de um tempo, os jogadores de basquete adotaram o costume dos lutadores, e começaram a de trocar soquinhos com os companheiros de time em vez de apertar as mãos — para preservar o carbonato de magnésio nas palmas, usado para melhorar a aderência com a bola. Não demorou até que os fãs de basquete começassem a usar o mesmo cumprimento, e a saudação acabou ficando famosa no mundo inteiro.

 

3 – O “V”

 

gestos populares

 

Aqui no Brasil, assim como em muitos países, o gesto acima é muito usado para simbolizar a vitória e a paz, e o costume de mostrar os dedos formando um “V” surgiu durante a Segunda Guerra Mundial. Conforme explicou Scott, tudo começou graças a Victor de Laveleye, um político Belga, que fugiu de seu país para a Inglaterra para escapar da ocupação nazista.

 

Enquanto esteve em terras britânicas, Laveleye trabalhou para a BBC dirigindo a transmissão de programas de rádio, e começou a sugerir que os ouvintes dos territórios ocupados usassem a letra “V” como sinal de resistência. Em francês essa letra simbolizava a palavra victoirie, enquanto que em holandês ela significava vrijheid — ou vitória e liberdade, respectivamente —, e Laveleye acreditava que o gesto poderia desmoralizar os soldados alemães.

 

A imprensa britânica gostou da ideia e logo o gesto se tornou popular entre a população dos países aliados, e se tornou um sinal universal usado para trazer encorajamento e simbolizar a paz. Curiosamente, na própria Inglaterra, se o “V” for mostrado invertido, com a palma voltada para o lado contrário — como a imagem da direita —, ele tem significado obsceno! Então, tenha cuidado em como você posiciona a mão na hora de desejar paz para algum inglês.

 

4 – O polegar para cima ou para baixo

 

gestos populares

 

Você já deve ter ouvido a história de que quando um gladiador perdia na arena, a multidão mostrava os polegares para cima ou para baixo para decidir se ele deveria continuar vivendo ou não. No entanto, isso não passa de lenda.

 

Segundo Scott, na época dos antigos romanos, mostrar o polegar simbolizava atingir alguém com uma espada. Portanto, se a multidão desejasse que um gladiador fosse morto, bastava com apontar o dedão em qualquer direção. Na verdade, os gestos feitos com os polegares só foram ganhar uma conotação positiva muitos séculos mais tarde, graças aos britânicos, aos franceses e aos chineses.

 

gestos populares

 

Os britânicos, por exemplo, costumavam unir os polegares para simbolizar que haviam “selado” um negócio. Já os franceses, quando contavam com os dedos, costumavam começar pelo dedão, então, não demorou até que esse dedo começasse a representar o número 1 e coisas que fossem de primeira classe.

 

Os chineses também costumavam mostrar os polegares voltados para cima para sinalizar aprovação e, durante a Segunda Guerra Mundial, a população chinesa apontava os dedões para os pilotos norte-americanos que voavam com a Força Aérea Chinesa para ajudar a defender o país contra os japoneses. Os soldados “levaram” o gesto para casa depois da guerra, e o resto dos militares dos EUA adotou o sinal — que acabou se espalhando pelo mundo.

 

5 – A continência

 

gestos populares

 

A famosa saudação militar surgiu a partir do simples gesto de tirar o chapéu como demonstração de respeito. De acordo com Scott, sua origem remonta da conduta seguida pelos militares britânicos do século 18, que deveriam remover seus chapéus na presença de superiores.

 

gestos populares

 

Entretanto, com a passagem do tempo os uniformes britânicos foram se tornando menos práticos — especialmente se considerarmos aqueles chapéus de pelo de urso da “Coldstream Guards” —, e o ato de remover o acessório da cabeça foi sendo substituído pelo simples toque — e daí ele acabou evoluindo para a continência que conhecemos hoje em dia.

 

Via Megacurioso.

Postado em: Curiosidades Por: Binho
18
set
Jogo do texto

mensagens de whatsapp, como conversar e manter assunto pelo celular usando o jogo do texto. Conheça o Jogo do Texto – http://bit.ly/jogodotexto2016

 

jogo-do-texto

Postado em: Curiosidades Por: Binho
XvideosPorno

Japão

 

Você já imaginou um playground que transformasse as crianças em cocô? Talvez nunca, não é mesmo? No Japão, isso existe! E é uma forma educativa e divertida de ensinar os pequeninos como deve ser usado o vaso sanitário.

 

As crianças colocam um chapéu em formato de fezes e descem por um escorregador diretamente em uma privada. Lá dentro eles são recebidos por desenhos engraçadinhos de cocôs que ensinam várias curiosidades sobre os dejetos humanos, mostram para onde eles vão e contam suas características. Confira o vídeo:

 

 

A exposição interativa aterrissou em Osaka há poucos dias, depois de ter sido instalada em Tóquio no ano passado. Além do escorregador-privada, há diversas outras brincadeiras interativas que mostram o futuro do tratamento de esgoto no país. Também há um espaço exclusivo para os diferentes tipos de fezes.

 

Via Megacurioso.

Postado em: Curiosidades Por: Binho

Neste vídeo você vai ficar sabendo o que vai acontecendo no nosso corpo, caso a gente pare de comer agora! Quanto tempo nós aguentaríamos a isso?!

 

Postado em: Curiosidades Por: Binho