Categoria: Notícias

Garotas de programa de Brasília - Brasil lovers

carne 

Você decidiu que está na hora de dar aquela atenção para a saúde e emagrecer, mas já está sofrendo pelas coisas que vai ter que cortar do cardápio? Bom, se pensou que ia ter que abandonar carne pensou errado. Rodrigo Polesso, especialista em emagrecimento e em Nutrição Otimizada pela Universidade Estadual de San Diego, Califórnia, elegeu quatro motivos pelos quais você deve manter a carne na sua alimentação.

 

1 – Maior saciedade do que carboidratos, legumes e farináceos

 

Carnes são bastante saciáveis. Por serem alimentos densamente nutritivos, contendo proteínas completas, gorduras saudáveis, minerais e vitaminas, eles nutrem o corpo de forma completa, provendo grande saciedade e regulação do apetite. Isso porque nós seres humanos sempre comemos carne durante toda nossa evolução como espécie, ou seja, elas sempre fizeram parte da nossa base alimentar.

 

2 – Carnes são fontes de vitamina B12

 

A grande maioria dos vegetarianos e veganos são deficientes nesta importante vitamina, que, basicamente, está disponível predominantemente em alimentos de origem animal.

 

3 – Carnes não aumentam os riscos de doenças cardiovasculares e diabetes

 

Ao contrário do senso comum, estudos comprovam que não há relação entre o consumo de carnes (não processadas) e doenças cardiovasculares e diabetes.

 

Bacon: 10 formas (e lugares) diferentes para comer o ingrediente dos deuses >>

 

4 – Carne não dá câncer

 

Esta é outra concepção errada que foi divulgada devido a estudos mal conduzidos que comparavam pessoas vegetarianas, as quais são automaticamente mais conscientes a respeito da saúde no geral, com pessoas que comiam carnes, incluindo as processadas. Uma meta-análise recente mostra que não existe correlação significante entre o consumo de carnes naturais (não processadas) e câncer.

 

Via VIP.

Postado em: CuriosidadesNotícias Por: Binho

Iron Maiden 

Trooper Red ‘N’ Black, terceira edição da cerveja oficial da banda Iron Maiden, foi oficialmente lançada no Reino Unido.

 

 

A bebida tem 6.8% de álcool na versão em garrafa e 5.8% na versão em barril, o que a torna a cerveja mais forte da linha do grupo até o momento. Como de costume, ela foi desenvolvida pelo vocalista e maluco por cervejas Bruce Dickinson, junto com Martyn Weeks, mestre cervejeiro da Robinsons.

 

Veja 10 fatos inacreditáveis da cerveja! >>

 

O nome da bebida é uma homenagem a música The Red and the Black do álbum de 2015, The Book of Souls. Enquanto o blend é composto por maltes de chocolate. A breja tem previsão de chegar no Brasil ainda este mês. Agora é esperar na pauleira!

 

Via VIP.

Postado em: CuriosidadesNotícias Por: Binho
acompanhantes de são paulo