TOPO
  • 16/08

    No banco de trás

     

    Olá, pessoas, tudo bem? Antes de tudo eu quero pedir desculpas a vocês por não ter postado nesses últimos dias. Aos interessados, vou explicar: meu notebook morreu e precisei comprar outro. E todo aquele atraso de não encontrar um que seja compatível com minhas necessidades no lugar onde eu moro e ter de comprar fora, além da espera de chegar e poder fazer todas as minhas configurações, deu nisso. Então, peço desculpas pra todos pelo incoveniente.

     

    Mas vamos falar de coisa boa, né? Na verdade, hoje, eu vou dar uns toques pra umas garotas que não tem senso do que estão fazendo no primeiro encontro. Quando eu digo “encontro”, não quer dizer que seja uma coisa absurdamente formal, como um jantar à luz de velas num restaurante francês. Estou falando do rapaz que você ficou olhando por vários dias finalmente ter te notado e te chamar pra balada ou pro luau que vai ter com um pessoal maneiro na praia. O que vou dizer aqui é muito simples e a maioria de vocês sabe do que estou falando. A questão é: como broxar o rapaz que te chamou pra sair com atitudes ridículas.

     

    1. Escolha da roupa

     

    Escolhendo roupa

    Pra algumas mulheres, essa é a parte mais difícil. E eu concordo em parte com isso. Enquanto a maioria dos homens pegam a primeira calça e camisa limpas e um sapato que combine, as mulheres passam horas tirando roupa por roupa do armário e jogando em cima da cama, se olhando na frente do espelho com saias, camisas, calças, calçando e tirando sapatos pra saber se fica bom com o vestido e a bolsa, além, é claro, do cabelo que ela vai usar no dia e dos adornos, isso significa mais um milhão de tralhas na cama, desde brincos (que terão pares perdidos na bagunça), pulseiras, colares, anéis e a porra toda.

     

    Tudo isso é desnecessário.

     

    É claro que você pode bagunçar seu quarto inteiro e quando chegar em casa levar aquele choque devido ao caos que você mesma causou. Mas, se acha que pode acontecer de depois do encontro, você por algum acaso desconhecido convidá-lo para entrar e não quer apresentá-lo ao seu eu indeciso na questão “roupas para sair com o garoto lindo que finalmente te convidou”, basta você pensar nas questões óbvias no momento em que você sabe que vai sair: (a) Qual o local? (b) Qual a ocasião? Mais simples que isso, impossível. Quer saber o motivo? A questão do local já vai diminuir um terço das roupas que você precisa tirar do armário. Por exemplo: você não vai pra um luau na praia de calça jeans e botas. Ain, Kira, mas o tempo tá de chuva. Deixe de ser retardada, se o tempo estivesse chuvoso, o luau não aconteceria.

     

    Mas ele te chamou pra casa dele. Aí vem a segunda questão. Quer exemplos? Ele te convidou pra casa dele porque descobriu que vocês torcem para o mesmo time de futebol e nesse dia vai ter a final do campeonato com o time de vocês jogando. A ocasião: Futebol, churrasco, piadas, amigos. Não é preciso pensar muito pra saber que você vai precisar ser uma equilibrista se quiser ir usando um salto de 14 centímetros. Pelo amor de deus. Vá como se você fosse pro estádio de futebol. Subir escadas, descer escadas, muita gente indo e vindo, vontade de ir ao banheiro, sair pra comprar um suco. Não existe pé que aguente em cima de um salto nessa ocasião. O mesmo vale para ir à casa do garoto assistir à final do campeonato. Só que ele te chamou pra ir à casa dele porque vai ter um almoço em família comemorando a exposição dos novos quadros da mãe dele. Entendeu a diferença das ocasiões? Só não é nessa que você vai com um short jeans apertado como se fosse fechado a vácuo nas suas coxas.

     

    Portanto, você só precisa saber duas coisas para eliminar as dúvidas milenares quanto às roupas e os trecos que você vai usar no bendito dia do encontro. Sobre o local e sobre a ocasião.

     

    O que pode broxar o rapaz quanto à dica número 1? Ficar reclamando de dor nos pés porque resolveu ir de escarpin pra um piquenique, ficar surtando à todo momento porque a maresia vai estragar seu cabelo que você levou três horas no salão de beleza pra arrumar pra ir à praia e ficar lembrando ao garoto que você devia ter vindo com outra roupa.

     

    2. Celular tocando

     

    Celular tocando

    Eu não preciso nem informar à você, moça, que um celular tocando num horário incoveniente é irritante. Você já sabe disso. Mas algumas pessoas ou esquecem desse fato ou simplesmente tocam o foda-se pra pessoa que está acompanhando. Veja bem, existe uma pessoa que se você não tiver um bom diálogo com ela explicando que vai sair com um rapaz e que por favor, não incomode, para que quando vocês estejam assistindo um filme e na hora da cena mais importante seu celular toca e a pessoa comece a dialogar com você sobre a hora que você vai chegar em casa. Você já sabe quem, né? Exatamente ela. Mainha. Eu agradeço muito por ter um bom relacionamento com a minha e que tudo lá em casa é bem definido e organizado quanto à privacidade e regras de horário. Então, no dia em que você for sair com o garoto lindo do apartamento na frente do seu, não esqueça de estabelecer com sua mãe um acordo sobre ligações. Ela disse que seu horário de chegar é às 22 horas? Então peça que não ligue até às 22, afinal, enquanto esse horário não chegar, você estará cumprindo a sua parte.

     

    Mas aí no meio do encontro seu celular toca. Não é a sua mamãe, mas é a sua melhor amiga querendo saber como está o seu encontro, que roupa o boy está vestindo, se você está suada, se acha que vai rolar Oba-oba depois e mais um milhão de coisas pra fazer uma ficha completa da ocasião. Nada menos inconveniente. Quer falar sobre o encontro com a amiga mas não vai aguentar esperar até chegar em casa? Diga que vai ao banheiro e ligue de lá fazendo um RESUMO RÁPIDO sobre a situação. Resumo rápido significa nada mais que três minutos. Por favor, não ache que o rapaz vai gostar de ficar esperando e acabar achando que você ficou entalada na privada devido a demora por você estar falando que o xadrez da camisa dele não combinou com a cor da calça.

     

    A mesma coisa vale para SMS e WhatsApp. Vocês estão conversando (ou ao menos tentando) e seu celular vibra a cada 15 segundos por causa da enxurrada de pessoas falando com você ao mesmo tempo sobre o que estão comendo, quantos pokémons capturou, se shorts de renda combina com camisa de flanela e como se escreve papibaquígrafo.

     

    Como broxar o rapaz quanto à dica número 2? Fazê-lo escutar a briga com a sua mãe quando ela grita que você não vai sair no próximo fim de semana e que vai ter uma conversa quando você chegar em casa; enquanto você fala dos detalhes da sua roupa pra fazer inveja à sua amiga no telefone; ou faz questão de deixá-lo a par do assunto engraçado que está ocorrendo no grupo de amigos no seu WhatsApp. Troque de lugar e imagine que ele atende o telefone pra falar com o primo por dez minutos sobre os melhores lances do último jogo do Barcelona.

     

    3. Falta de conteúdo e interesse

     

    Você já parou pra pensar que o garoto que te convidou pode estar empolgadíssimo pra sair com você, talvez até mais do que você está? Então quando vocês estiverem conversando, dê atenção ao que ele está dizendo, porque provavelmente o que ele está querendo te falar é importante pra ele. Se ele está falando intensamente sobre Pokémons, fique interessada, mesmo que você não entenda absolutamente nada sobre o assunto. Lembrando, é claro que se um nerd te chamou pra sair, você devia ter imaginado qual o tipo de coisa sobre qual vocês iriam conversar. Com certeza não é sobre a nova coleção da Chanel.

     

    Da mesma forma que dar atenção ao que o rapaz está falando é importante, mostrar que você tem um mínimo de conteúdo também é. Falar sobre coisas completamente fúteis a todo momento, tentando forçar uma conversa que jamais vai frutificar bons argumentos, ideias ou relevância, não tem sentido algum. Pelo contrário, tente se expressar com teorias criadas por você mesma, ainda que sejam completamente malucas. Isso vai fazer com que a sua conversa seja interessante e com que desperte o interesse nele em descobrir mais sobre você.

     

    Como broxar o rapaz de acordo com a dica número 3? Enquanto ele estiver falando sobre algo importante pra ele, olhar para ele com arrogância, como se estivesse mascando um chiclete inacabável e com uma expressão no rosto como se o mosquito que passou perto de você fosse mil vezes mais importante que o momento de estar com o garoto. Além, é claro, de mostrar pra ele que você é um poço vazio, sem nada a oferecer, nem nenhum assunto interessante para ser explorado.

     

    Então, meninas, espero que vocês tenham entendido o que eu quis dizer com tudo isso. Lembrando que não vale apenas para elas, afinal, existem alguns homens que insistem em broxar a mulher com quem estão saindo quanto às dicas 2 e 3. Portanto, pessoas, tentem ter um mínimo de coerência, de saber o que fazer para não acabar deixando aquele climão constrangedor depois do encontro antes tão sonhado.

     

    Beijinhos pra vocês <3  

    Quer dizer algo, fazer alguma pergunta e manter o anonimato? Então escreva para [email protected].
    Você pode também tirar sua dúvida pelo twitter (@kiruda), não deixe de me seguir.

    tags: , , , , , , , , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs