TOPO
  • 30/07

     

    Calma minha gente, não estou defendo o fim do presidencialismo, conquistado em plebiscito, para reinstalar a monarquia ainda que defendida por uma parte considerável da população atual brasileira – que conta com 4 partidos pró-monarquia -, mas esses jogos Olímpicos em Londres fez achar uma solução interessante para a minimização de nosso fisco at home na Copa do Mundo que se apresenta.

     

    Inglaterra, Irlanda do Norte e todo aquele grupo de países pequeninos que caberiam aos montes em nosso Brasil e ainda assim enfrentam crises financeiras, quando em jogos olímpicos não vão no pelo, como nós brasileiros que baseamos nossas esperanças medalhísticas em 2 ou 3 esportes individuais e fazemos mandinga na natação, mas se juntam como outrora e montam putas equipes (quando possível) com o nome de Grã Bretanha. Numa Copa do mundo, por exemplo, usando a mesma artimanha poderiam escalar há alguns anos Beckham e Giggs no mesmo meio de campo. Achei interessantíssimo e vasculhando a história, vi que podemos fazer o mesmo.

     

    Nossa seleção principal não dá sangue desde o último jogo oficial de Ronaldo e Portugal não fatura nada desde o lendário, idolatrado, salve salve terceiro lugar liderado por Eusébio em 1970. Não seria interessante juntar o sujo com o esfomeado e montar uma seleçãozinha pelo menos competitiva? Uma pseudo-pátria totalmente recordativa chamada Brasil Colônia ou Império do Brasil (nome de nosso país na época imperial) juntaria craques e sub-craques que sozinhos não dão vazão, mas juntos poderiam render uma boa feijoada cercada de mulheres bigodudas. Já imaginaram nossa seleção e nossos irmãos colonizadores entrando em campo com: Jéfferson, Pepe, Thiago Silva, Dani Alves, Marcelo; João Moutinho, Ramires, Deco e Oscar; Neymar e Cristiano Ronaldo. Chega a ficar difícil escalar sem cometer nenhuma injustiça.

     

    Pode parecer viagem minha, e é, mas fala que não seria uma boa ideia? Por que a rainha da Inglaterra pode montar panela pra fazer vexame nas Olimpíadas e nós não? Na minha época, separou é porque não ta junto mais. Essa moda de separou, mas ta junto só existe no Castelo de Buckingham.

     

    Precisamos ver com os caras esquisitos da ponta leste da Europa se tal alternativa é viável. Teríamos muito time, muitos suplentes interessantes e a probabilidade de termos Mourinho como técnico da seleção ao invés de Hermano Menezes. O único ponto ruim – e bota ruim nisso – é que se a moda pega teríamos Messi jogando pela Espanha, afinal Colônia que dá em Chico dá em Francisco.

     

    Pensando bem…. Melhor deixar como está, né?

     

    Dois Toques e a gente sai na cara do gol!

     

     

    Não deixem de curtir minha página, o Flagaiato, nem de deixar suas mensagens, críticas e xingamentos (que não sejam dirigidos à minha mamaezita) no email [email protected]. Aproveitem e sigam @flagaiato no twitter.

    tags: , , , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs