Categoria: Listas

Garotas de programa de Brasília - Brasil lovers

 

1 – A Fênix

A fênix é um pássaro fantástico originário da mitologia grega, embora existam versões desse animal em outras culturas, como é o caso de Bennu, dos antigos egípcios, Fèng Huáng, dos chineses, e Ho-o, dos japoneses. Ele quase sempre é descrito como uma ave de grande porte — semelhante à águia, ao falcão ou ao pavão — dotado de olhos como safiras e brilhantes penas amarelas, vermelhas e roxas.

O legal sobre essa poderosa ave é que, ao morrer, seu corpo entra em chamas e a fênix renasce a partir das próprias cinzas. Além disso, segundo as lendas, esses pássaros possuem lágrimas com poderes medicinais e que inclusive podem ser usadas para trazer os mortos de volta à vida. E é por isso que, simbolicamente, a fênix está associada à ideia de ressurreição. Então, quem não gostaria de ter um animal desses por perto?

 

2 – O Unicórnio

As lendas sobre os unicórnios circulam pelo mundo desde a Antiguidade, e existem menções sobre esses animais extraordinários dotados de um único chifre em obras da Roma e Grécia Antiga, da mitologia chinesa, e até na Bíblia — dependendo da tradução que você consultar!

De acordo com Plínio, o Jovem, um dos caras que escreveram sobre os unicórnios, eles eram bem diferentes das ilustrações que vemos hoje dia desses seres. Segundo o romano, se tratava de criaturas selvagens com corpo de cavalo, cabeça de veado, pés de elefante, cauda de javali e dotadas com um enorme chifre negro no meio da testa.

As representações dos unicórnios só passaram a ser mais parecidas com as que estamos acostumados atualmente durante a Idade Média e a Renascença, e eles começaram a ser associados com a ideia de pureza e virgindade. Tanto que, segundo os contos dessas épocas, esses animais só podiam ser domados por donzelas virgens e de coração puro — que tinham que parar diante deles e mostrar seus seios nus.

 

3 – O Hipogrifo

Imagine um animal que é metade cavalo e metade águia e é capaz de voar! Esse é o hipogrifo, uma criatura mitológica que nasceu da união de uma égua com um grifo — outro ser lendário conhecido por ter o corpo de um leão, a cabeça e as asas de uma águia, e por botar ovos de ouro.

Mas, voltando ao hipogrifo, esse ser foi criado pelo italiano Ludovico Ariosto e descrito em sua saga chamada Orlando Furioso, de 1516. Mais recentemente, um desses animais fez uma aparição em um dos filmes de Harry Potter — “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban” —, e suas características foram retratadas direitinho no longa!

Segundo Ariosto, ao contrário dos grifos, os hipogrifos podem ser domados e são criaturas que prezam pela honra e pela nobreza. Ademais, eles podem ser um pouco temperamentais com desconhecidos, mas são incrivelmente leais com aqueles que eles aceitam em seu círculo.

 

4 – O Centauro

Originários das histórias da Grécia Antiga, os centauros são criaturas com corpo e patas de cavalo, mas torso, braços e cabeça são de humanos. Segundo a lenda, esses seres eram descendentes de Íxion, um dos maiores vilões da mitologia grega, e uma nuvem — modelada por Zeus para se parecer com Hera.

Eles deixaram o Monte Olimpo para viver nas florestas da Tessália e ficaram conhecidos por sua inteligência e por preferir viver em grupos isolados. Ainda de acordo com as lendas, os centauros viviam em cavernas, se alimentavam de animais selvagens que eles caçavam e costumavam usar galhos de árvores e pedras como armas.

 

 

5 – A Esfinge

Mais uma figura da mitologia grega, a esfinge é um ser com corpo de leão, asas de águia, busto e cabeça de mulher e, de acordo com algumas descrições, com uma serpente como cauda. Mas não pense que, por se tratar de uma personagem feminina, era uma criatura maternal e boazinha!

Segundo a lenda, a esfinge tocava o terror em Tebas, no Antigo Egito, e residia no lado de fora da cidade. Ela desafiava os visitantes a responder uma charada — o famoso enigma da esfinge: que criatura tem quatro pés pela manhã, dois ao meio-dia e três à tarde? — e, se eles errassem ou demorassem demais para dar a resposta, eram devorados pela criatura.

Dos seres da mitologia que descrevemos na lista, a esfinge talvez seja um que não seria muito legal de encontrar na vida real… a não ser que você saiba a resposta para o enigma, é claro! E aí, caro leitor, você sabe? E sobre as criaturas da mitologia que você gostaria de ver um dia, existem outras que não mencionamos acima? Não deixe de contar para a gente nos comentários!

 

Via Mega Curioso.

Postado em: CuriosidadesListas Por: Binho

vikings 

1. Avanços na construção naval e na navegação

 

Uma das mais importantes inovações dos vikings foi seu modo de cruzar os mares. A ideia de longos barcos de madeira com casco raso e várias fileiras de remos deixava a construção mais leve, mais rápida e mais flexível. Além disso, eles possuíam ferramentas simples de navegação, como bússolas solares, que os permitia navegar grandes distâncias – tanto que estiveram em quatro continentes ao mesmo tempo, sendo considerados a primeira civilização global da História.

 

vikings

Formato do barco viking permitia grandes navegações

 

2. Língua

 

Ao travarem grandes confrontos com os ingleses por volta do ano 800 d.C., os vikings também conseguiram mesclar um pouco de sua cultura no Reino Unido. As línguas inglesa e nórdica foram as que melhor apresentaram uma miscigenação que permanece até os dias de hoje. Inúmeras palavras que foram exportadas para outros idiomas possuem origem nesse período de batalhas.

 

vikings

A língua nórdica exerceu grande influência sobre a língua inglesa

 

3. Dublin

 

A capital da Irlanda é um dos destinos preferidos dos brasileiros nos dias de hoje. E não teria como ser diferente: a cidade é uma fofurinha e bem receptiva. Mas você sabia que coube aos vikings criar o primeiro assentamento que deu origem ao que hoje é Dublin? A história, entretanto, foi um pouco cruel: no início, a cidade era um dos maiores mercados de escravos de toda a Europa. A dominação viking na região durou por 3 séculos, chegando ao fim no ano de 1014.

 

vikings

Representação de Dublin na época da sua conquista pelos irlandeses, em 1014

 

4. Esquis

 

Os primeiros esquis datam do ano de 8000 a.C., na Rússia, mas coube aos vikings o seu uso mais amplo – tanto que a palavra tem origem no termo nórdico antigo “skío”. Esse povo usava o objeto tanto como meio de transporte quanto de lazer, algo que permanece até os dias de hoje.

 

vikings

Esqui de madeira, com mais de 1,6 mil anos, descoberto na Noruega

 

5. Pentes

 

Você pode até pensar que os vikings eram brutamontes sujos, mas essa é uma visão bem errada. Aliás, eles tinham uma higiene pessoal muito mais avançada que outros povos da Europa na época. Tanto que a popularização dos pentes é creditada aos vikings, que não viviam sem o artefato. Além disso, eles tinham pinças, lâminas de barbear e até espátulas de ouvido, para retirar a cera acumulada.

 

vikings

Os vikings eram tão asseados que frequentemente eram enterrados com seus pentes e demais objetos pessoais

 

Veja mais posts de curiosodades! >>

 

6. Novelas

 

Boa parte do que se sabe sobre os vikings é devido a escrituras islandesas de autores desconhecidos. Apesar de serem um tanto fantasiosas, essas histórias contavam um pouco da vida na era da expansão territorial dos vikings, sendo reconhecidas como as primeiras sagas ou novelas da História. Os relatos misturam realidade e mitologia, fazendo sucesso entre amantes de mundos dominados por deuses.

 

vikings

Trecho de livro com histórias islandesas

 

Via Mega Curioso.

Postado em: CuriosidadesListas Por: Binho
ACOMPANHANTES SP