TOPO
  • 06/11

    jogos

     

    Ninguém dúvida de que os jogos eletrônicos — que doravante serão nesta denominados games — têm hoje o potencial de forma de arte interativa, e que essa indústria tem cada vez mais empurrado o jogador para um limite tênue entre realidade e fantasia. Tá bom.

     

    Mas a verdade é que para estar tão próximo desse próximo passo, você precisa da máquina mais potente para fazer os games rodar. Foi-se o bom tempo em que um jogo pesado era aquele de 4 CDs e ninguém falava de placa de vídeo, não é mesmo? Essa lista de jogos é dedicada àqueles que não querem ou não podem torrar já R$ 3 mil num ~pc gamer~ ou no console de última geração, mas gostam de uma bela história ou um desafio intrigante. Por isso, contempla principalmente desenvolvedores independentes que, se não tinham o dinheiro para uma superprodução, tinham boas ideias e um amor muito especial pelos videogames e jogos clássicos do Super Nes ou Mega Drive ou a época áurea dos adventures.

     

    Em cada jogo abaixo informamos a página oficial, mas é possível encontrá-los, muitas vezes em promoções sazonais, em sites e plataformas como o Steam, GOG (com um amplo repertório de jogos antigos) o site da produtora Origin, o Nuuvem ou o Humble Bundle, que organiza pacotes promocionais e que tem parte das vendas revertidas para a caridade. Periodicamente, lança combinados nos quais você paga o quanto quiser.

     

    Agora confira abaixo a lista dos dez jogos:

     

    1 – FEZ

    Gomez, uma criaturinha que vivia em um mundo 2D descobre magicamente através de um fez (aquele chapéu vermelho estilo marroquino) a terceira dimensão! E é partir do poder de desdobrar o mundo nessa nova realidade que o jogador terá de resolver os desafios lindamente inseridos em pixel art. Imagine um jogo de plataforma em duas dimensões que, ao apertar um botão do controle, sua tela gira em 90?, como um grande cubo que alterna as faces de maneira que… é melhor você ver o vídeo. Custa, em média, R$ 17.

     

    >Você precisa pelo menos de:
    Windows XP SP3
    Processador: Intel Core 2 Duo 2.8Ghz ou equivalente | 2 GB RAM
    Placa de vídeo: 2ª geração Intel Core HD Graphics (2000/3000), ou qualquer placa dedicada com suporte OpenGL 3
    DirectX 9
    500 MB de HD

     

     

    2 – Super Meat Boy

    Junto com FEZ e mais alguns jogos, é um dos mais famosos games independentes, inclusive retratado no documentário Indie Game: The Movie – que é bem bom. Descendente da plataforma da geração 16-bits do Super Mario e Sonic, SMB é um jogo rápido, muito rápido, e que zomba logo de cara do jogador que prefere teclado. Pode apostar que com um joypad é mais fácil. Meat Boy é um bonequinho feito de carne que precisa salvar sua namorada, a garota-bandagem. Tremendo sucesso, ajudou a sedimentar o mercado de jogos independentes. Lançado em 2010, é uma linda homenagem ao mundo dos games e tem referências em toda parte. Em média, sai por R$ 25.

     

    >Você precisa pelo menos de:
    Windows XP, Vista e 7 (Windows 8 não é oficialmente compatível – mas você nem usa o 8, não é mesmo?)
    Processador: 1.4 GHz ou mais rápido |Memória: 1 GB RAM
    Placa de vídeo: O jogo foi lançando em 2010, e diz que precisa de placas de vídeo lançados nos últimos quatro anos, então, calcule 2006.
    DirectX 9
    300 MB de HD

     

     

    3 – La-Mulana

    O conceito da coisa toda pode não ser muito original: um personagem de jaqueta e chapéu de couro, em uma expedição arqueológica que pode revelar os segredos da vida. E que usa um chicote para vencer perigos e armadilhas. Mas a complexidade dos quebra-cabeças e o tamanho do jogo, com seus itens e fases, fazem de La-Mulana um dos games independentes mais interessantes dos últimos anos, já que foi lançado grátis em 2005 e, em 2012, foi melhorado e relançado de forma comercial. Alguns jogadores recomendam a experiência com um bloco de notas e lápis na mão. A continuação está angariando apoio no Kickstarter. Em média, custa R$ 30.

     

    >Você vai precisar pelo menos de:
    Windows XP
    Processador Pentium 4 ou equivalente de 2GHz | 1 GB RAM
    Placa de vídeo compatível com DirectX 9
    500 MB de HD

     

     

    4 – FTL

    Com esse jogo você pode bancar o capitão Kirk da sua própria nave. FTL — Faster Than Light é um game de estratégia em tempo real, no qual você precisa gerenciar sua Enterprise bradando comandos como “força total nos propulsores!”, “ativar canhões de íon!”. É importante colocar os tripulantes no setor certo da nave, escolher as melhores armas para cada tipo de inimigo e tomar decisões que poderão ajudar a salvar a galáxia. Não se engane com a aparência simples do jogo. É bastante imersivo e complexo, e vai sempre gerar eventos e mapas aleatórios, o que garante um replay mais atraente. Em média, custa R$ 17.

     

    >Você precisa pelo menos de:
    Windows XP, 2000, Vista, 7 ou 8
    Processador: 2 GHz | RAM: 1 GB
    Video: placa compatível com OpenGL 2.0 e resolução mínima de 1280×720
    175 MB de HD

     

     

    5 – Crypt of the Necrodancer

    Alguns jogos têm ideias tão fritadas que cativam na hora. Não é o caso de dizer pra si mesmo “como alguém não pensou nisso antes?”, porque somente criadores singulares poderiam pensar em algo assim. Em mais um jogo de sátira de RPGs, surge a cripta do necrodançante, um game de exploração de masmorras nas quais todos os monstros e personagens estão dançando ao som da trilha – que é muito boa – ou com as suas músicas favoritas, pois ele pode ler seus mp3. É preciso sincronizar as jogadas com o ritmo das músicas. O jogo ainda está em versão experimental, e sofre atualizações ao longo do tempo. Jogadores podem ajudar na solução de problemas e sugerir recursos por meio de feedback. Custa, em média R$ 30.

     

    >Você precisa pelo menos de:
    O jogo informa somente o Windows XP SP3 como requisito mínimo.

     

     

    6 – You Have to Win the Game

    Jogo gratuito e homenagem aos pioneiros do monitor CGA – aquele com três cores além do preto: branco, ciano (azul para a ampla maioria dos seres humanos) e magenta (rosa, para a maioria dos seres humanos). Vem com filtros que emulam a imagem de uma TV antiga, e até mesmo o reflexo e a borda do monitor. Também permite visualização no saudosos sistema EGA, com 16 cores. É grátis.

     

    >Você só precisa de:
    Windows XP SP2
    DirectX 9
    20 MB de HD

     

     

    7 – Papers, Please

    Foi um dos jogos mais premiados de 2013, e se qualifica como um “thriller distópico de documentos”. Isso porque você trabalha como fiscal de passaportes de uma república soviética imaginária, e precisa barrar ou permitir que emigrantes entrem em Arstotzka com base em antecedentes criminais, scanners e outros documentos. Começa simples, mas a cada dia de trabalho a complexidade aumenta, mais gente tenta entrar e acontecimentos políticos influenciam no jogo. Ao final de cada dia de trabalho, você também precisará gerenciar o orçamento familiar com gastos como alimentação, remédios e aquecimento – afinal de contas faz frio em Arstotzka nessa época do ano. O problema é que o orçamento diminui se você comete muitos erros na fronteira. Não deixe sua família morrer! Em média R$ 17.

     

    >Você precisa pelo menos de:
    Windows XP ou mais atual
    Processador: 1.5 GHz Core2Duo | 2 GB RAM
    Placa de vídeo: compatível com OpenGL 1.4 ou melhor para resolução mínima de 1280×720
    HD: 100 MB de HD

     

     

    8 – Guacamelee!

    Guacamelee! é belíssimo, mas além disso é extremamente divertido, e tem ótima ~jogabilidade~ — ou seja, os controles respondem bem e é prazeroso dar porrada. Transportado até o mundo dos mortos do folclore mexicano, seu personagem é Juan Aguacate, que precisa salvar a filha d’El Presidente das mãos do terrível Evil Charro Skeleton. Transite entre o mundo dos vivos, dos mortos e dos pesadelos até achar a garota que é a dona do seu coração. Para isso, você precisará de habilidades de lucha livre, muitos combos e agilidade para vencer as plataformas. E o poder de se transformar em um pollo! Em média, custa R$ 30.

     

    >Você precisa pelo menos de:
    Windows 7, 8, XP, 2000 ou Vista
    Processador de 2 Ghz ou mais | 512 MB de RAM
    Placa de vídeo de 256 MB
    DirectX 9
    800 MB de HD

     

     

    9 – Proteus

    Talvez fosse melhor chamar Proteus de “experimento estético”, posto que na verdade não existe um desafio de habilidade ou grandes quebra-cabeças. Esse game discute com o jogador a possibilidade de arte interativa, se quisermos falar um pouco difícil… Mas é porque ele simplesmente o convida para sentar em frente à tela e curtir a viagem por bonitas paisagens psicodélicas em forma de pixel art. Não é para todos, mas vale conhecer. É uma brisa sim. Em média, custa R$ 17

     

    >Você precisa pelo menos de:
    CPU de 2.0GHz CPU | 3GB RAM
    placa de vídeo de 512MB
    Windows: XP SP3 ou mais atual

     

     

    10 – Gemini Rue

    O argumento é de primeira. Azriel Odin, um ex-assassino, chega a um planeta chuvoso chamado Barracus – obviamente lá vem treta – e quando algumas coisas dão muito errado, ele precisa pedir ajuda aos criminosos pra quem trabalhava. Enquanto isso, do outro lado da galáxia, um homem com o codinome Delta-Seis acorda em uma instalação hospitalar sem memória alguma. Sem saber em quem confiar, precisa fugir antes que esqueça completamente quem foi. Ao longo da história os personagens irão se cruzar, etc. Em um clima noir, essa aventura point-and-click é uma obra-prima para quem curte uma boa história, e sente falta de bons jogos do auge da Lucasarts, como The Dig e Full Throttle. Em média, o preço varia entre R$ 17 e R$ 25.

     

    >Você precisa pelo menos de:
    Windows 2000, XP ou Vista
    Processador Pentium ou mais atual | 64 MB de RAM
    Qualquer placa de vídeo compatível com DirectX 5 ou mais atual

     

     

    Fonte: VIP.

    tags: , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs