TOPO
  • 16/08

    Civic hatch 

    A Honda apresentou nesta segunda-feira (15) a versão de produção do Civic hatch, que havia aparecido apenas como conceito no Salão de Genebra 2016.

     

    O modelo tem como base a 10ª geração do Civic, vendida no Brasil em sua opção sedã.

     

    O carro chega primeiro ao mercado norte americano, mas a produção começou na fábrica de Swindon, no Reino Unido.

     

    A empresa também prometeu que lançará a versão mais esportiva do carro, o Type-R, no próximo ano.

     

    Civic hatch 

    O motor escolhido para o Civic hatch foi o 1.5 turbo, disponível no Brasil na versão topo de linha Touring. Nos Estados Unidos, o motor rende de 174 cavalos a 180 cavalos.

     

    Existe a opção de equipar o carro com câmbio CVT automático ou manual de 6 marchas.

     

    No Brasil

     

    Civic hatch 

    A 10ª geração do Civic sedã foi lançada no Brasil em agosto passado, com preços entre R$ 87,9 mil e R$ 124,9 mil. No mercado brasileiro, além da opção de motor 1.5 turbo de 173 cavalos, também é disponível o 2.0 aspirado flex de 155 cavalos de potência.

     

    Via Auto Esporte.

  • 09/05

    Monza

    O modelo que é o favorito para substituir o antigo Monza em 2016 será um veículo de visual deslumbrante, disse Neils Loeb, um dos designers chave do projeto que concebeu o visual futurista que se sobrepõe de longe ao modelo que decorou as ruas brasileiras na década de 80 e 90. O Monza ressurge quase quarenta anos depois de seu laçamento original.

    Devemos lembrar sempre que as pessoas consomem marcas, mas também gostam de saber que estão levando uma estrutura, um conjunto de valores, por trás de uma marca. E isso é muito mais do que um logotipo. Para ter sentido na vida dos consumidores, é vital que a marca transmita valores como confiança, segurança, ética, qualidade, criatividade e responsabilidade. A Chevrolet é uma empresa que nos brindou com o Monza nas décadas de 80 e 90 fazendo parte do nosso cotidiano. Lembro quando criança, sentia muito orgulho em passear no antigo Monza. Super carro à época!

    Monza

    O novo modelo do Chevrolet Monza, apresentado nesta publicação é uma proposta da versão do modelo conceito da Opel, apresentado em 2014, (que por sua vez resgata o nome do coupé alemão que foi sucessor do Commodore – que originou o nosso Opala). Obviamente que a versão de produção em grande escala, virá sem os exageros da versão conceitual.

    O CEO da Opel, Karl-Thomas Neumann, disse que o novo conceito Monza causará um impacto de longa duração no futuro da GM. “Conforme vamos em frente, os tópicos de eficiência e conectividade estão no topo da nossa lista de prioridades.”

    Monza

    O Monza é um coupé de 4 lugares, de capô longo e traseira bem curta, quase como um hatch. No Brasil o modelo mais comercializado foi a versão sedã. Na dianteira, mudam os faróis, a grade, e o desenho do pára-choque, que está mais convencional. Mas as generosas entradas de ar estão mantidas, pois fazem parte da identidade do novo Monza.

    As maiores alterações foram feitas na lateral, a saída de ar foi mantida na versão de produção em escala, a porta tem tamanho ideal para um esportivo e a janela traseira tem o desenho que segue o aerofólio. Mas apesar de tantas mudanças, o arco cromado foi mantido, ele percorre toda a parte superior das janelas e se encontra com os retrovisores, que mantém o mesmo formato mas com layout interno e externo simplificado. O pára-choque recebe o local da placa e dois olhos-de-gato.

    O Diretor de design da Opel Malcolm Ward diz que, embora os designers não antecipem seus futuros lançamentos antes da versão conceito, o novo Monza sem sombra de dúvidas será muito especial. Os apaixonados pelo modelo anterior não perdem por esperar!

    Monza

    Se você estiver lembrado, deve saber que o Monza que nós conhecemos no Brasil era um super carro à época, com valor elevadíssimo para a maioria da população, e continuará assim! O novo Monza virá como um SUV compacto e irá concorrer com os modelos Audi Q5, BMW X3 entre outros do mesmo porte.

    “Posso assegurar a todos que é e será um dos carros mais bonitos que você já possa ter visto em anos. É absolutamente lindo!”, disse Ward, que foi o designer-chefe do projeto exterior do atual Insignia que foi comercializado por apenas um ano na Austrália, antes da Opel retirar o modelo do mercado prematuramente, abrindo assim, caminho para o novo Monza chegar ao mercado de fato.

    Mecanicamente o Monza não terá nada de 1.8 ou 2.0, com novas tecnologias, o modelo terá motor V6 3.6 com 325 cavalos de potência, o mesmo do Cadillac.

    Via Mundo Fixa.

  • 10/03

    ferrari 

    A Ferrari apresentou no Salão de de Genebra 2016 a versão redesenhada do modelo FF. O novo esportivo de quatro lugares da montadora é o GTC 4Lusso que, além de muitas inovações, traz uma mistura de design de alguns modelos clássicos da italiana.

     

    O próprio nome, GTC 4Lusso (que significa luxo em italiano), evoca a herança dos modelos 330 GTC e 250 GT Berlinetta Lusso, e traz o número quatro em sua nomenclatura em alusão a quantidade de acentos do cupê.

     

    O modelo é equipado com um motor V12 de 6,3 litros, naturalmente aspirado do FF, mas com um aumento de potencia, elevando o número de cavalos para 680 (sem contar o do capô). Além disso, sua velocidade máxima pode chegar a 335 km/h, enquanto o ponteiro do acelerômetro atinge de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos. E isso é só o começo.

     

    ferrari 

    A GTC4Lusso recebeu um novo sistema de tração permanente e direção nas quatro rodas, juntamente com a quarta geração do sistema Slip Control Slide, que ajuda a melhorar o manuseio do veículo. O que isso significa: se você decidir acelerar com potência máxima, você tomará uma multa, mas pelo menos seu carro não vai sair de controle.

     

    Para fortalecer a aerodinâmica, há uma nova grade dianteira com entradas de ar integradas, saídas de sobre as asas – semelhantes ao modelo 330 GTC -, bem como um spoiler traseiro vindo do teto. Suas linhas fluídas e o design básico do exterior são semelhantes ao FF, mas algumas mudanças na parte de traseira, como a substituição das duas luzes individuais por quatro, são mais evidentes.

     

    ferrari 

    O interior também evoluiu e possui uma nova central multimídia de 10,25 polegadas touchscreen. No lado do passageiro, uma tela acima do porta-luvas mostra dados como velocidade, marcha escolhida e conta-giros. Outra alteração em relação ao FF é o volante, que ficou menor e também une diversos comandos diferentes, como modos de condução, ajustes da suspensão, partida do veículo, acionamento de luzes direcionais, faróis e limpadores de para-brisa – quase um F1.

     

    Embora a Ferrari ainda não tenha divulgado o preço da Ferrari GTC4Lusso, mas veículos especializados especulam que seja algo próximo da FF, por volta de US$ 300 mil.

     

    ferrari 

    Via GQ.

  • 01/03

    Bugatti Chiron 

    O tão esperado Bugatti Chiron foi oficialmente anunciado em Genebra, na Suíça. O sucessor do Veyron teve todas as especificações técnicas reveladas e os números, claro, impressionam. Não é pra menos: a missão do novo modelo é substituir o carro que entrou para o Guinness Book, o livro dos recordes, como o mais rápido do mundo.

     

    O superesportivo virá equipado com um motor 8.0 de quatro turbocompressores. Não bastasse isso, o Bugatti terá incríveis 1.520 cavalos de potência a 6.700 rpm e 163,1 kgfm de torque entre 2.000 e 6.000 rpm. O câmbio de dupla embreagem é de sete velocidades.

     

    A aceleração de 0 a 100 km/h também impressiona: ela é feita em apenas 2,5 segundos. A velocidade máxima é de 420 km/h – 11 km/h mais rápido que o Veyron. O Bugatti Chiron é 82 milímetros mais comprido, 40 milímetros mais largo e 53 milímetros maior do que o Veyron. Com 1.995 kg, ele também é 155 kg mais pesado.

     

    Outro número que impressiona no novo Bugatti é o preço. O Chiron será vendido por 2,4 milhões de euros (cerca de R$ 10 milhões) e terá produção limitada a 500 unidades. Apesar do valor, a fabricante diz já ter recebido 150 encomendas. O modelo será produzido na França, na fábrica de Molsheim, e deve começar a ser entregue em outubro.

     

    Bugatti Chiron 

    Via AutoEsporte.

  • 19/06

    fiat

     

    Enquanto a Renault exibiu a versão de produção de sua primeira picape, a Fiat mostrou no Salão de Buenos Aires o mesmo conceito exibido em São Paulo no ano passado. Mas a marca confirmou que vai lançar o novo modelo entre o fim do ano e o início de 2016.

     

    A Renault promete a picape Duster Oroch para o segundo semestre deste ano.

     

    As duas marcas deverão inaugurar um subsegmento, o das picapes “quase médias”, que ficam entre a Strada, também da Fiat, e a Chevrolet S10, por exemplo.

     

    Por falar em tamanho, a picape da Fiat divide a mesma arquitetura que o Jeep Renegade, e deverá ser feita também na nova fábrica de Goiana (PE), recém-inaugurada pela linha do SUV compacto.

     

    A marca ainda não deu detalhes sobre o modelo. O conceito exibido em SP e Buenos Aires, ainda sob o nome FCC4, é um “boneco”: o interior não está pronto, daí os vidros escurecidos.

     

    O carro já foi visto rodando em testes, como “mula” (protótipo de um carro que ainda não tem o visual definitivo ou esconde esse visual com peças externas de outro modelo) em Belo Horizonte -a Fiat tem fábrica em Betim, também em MG.

     

    fiat

     

    Mais sobre a Renault Oroch

    Mais cedo, em Buenos Aires, a primeira picape da Renault foi mostrada em versão de produção. Segundo Dominique Musset, diretor de produto da Renault para as Américas, o lançamento foi desenvolvido no Brasil. “Pode ser um carro para família e também para empresas”, afirmou.

     

    A Duster Oroch terá suspensão multilink no eixo traseiro e chegará primeiro apenas com tração 4×2. A distância entre-eixos foi aumentada em relação ao Duster.

     

    A Oroch apareceu no Salão de São Paulo em forma de conceito e agora foi revelada com seu desenho final. O modelo é a primeira picape da marca francesa e estreia um segmento sem concorrentes.

     

    Com 4 portas e espaço para 5 pessoas, a Duster Oroch vai cobrir um espaço entre as picapes pequenas (Fiat Strada, Volkswagen Saveiro) e as grandes (Chevrolet S10, Ford Ranger, Toyota Hilux, etc), assim como o futuro lançamento da Fiat.

     

    oroch

     

    “Vimos uma lacuna entre a Strada, pequena demais, e a S10, grande demais. Além do tamanho, também existe espaço pela faixa de preço”, afirmou Musset.

     

    oroch

     

    oroch

     

    oroch

     

    Via Auto Esporte.

Página 1 de 1912345...10...Última »