TOPO
  • 07/01

    Dois Toques

     

    “Se merda fosse dinheiro eu nascia sem traseiro.”

     

    O torcedor palmeirense tem motivos para estar tão pessimista quanto o pobre cidadão no dito popular, visto que o trágico ano de 2012, para o alviverde, parece nunca terminar. De Libertadores e Mundial do rival à um rebaixamento tão medíocre quanto desses times come-dorme nordestinos e mineiros que vez em sempre sobem pra termos o prazer de fazê-los cair, o Palmeiras pode num ano compreender a dura e veiúda realidade do inferno sobre a Terra. Ninguém esperou mais pelo 31 de dezembro que o pobre palmeirense.

     

    Infelizmente (permitam-me gatomestrar) esse tormento está longe de chegar ao fim e toma contornos de que ainda federá mais. Com um elenco nada modificado e perdendo peças importantes somado ao visível abatimento e lançamento de toalhas dos remanescentes do terror, permanecer na Série B pode ser algo a se comemorar.

     

    Quem já respirava sozinho em 1998 se lembra do climão abominável que pairava nas Laranjeiras enquanto o Fluminense vivia o que até então era o fundo do poço. Gente saindo, ninguém chegando, quem chega é como não tivesse chegado, torcida preocupada, estima na sola do pé, um baita ponto de interrogação… Palmeiras revive o que o Fluminense um dia padeceu. Longe de mim estar agourando e profetizando uma queda para a Série C, mas se continuar jogando aquele futebolzinho do ano passado eu garanto que pra Série A não volta. Na segundona a criança chora e a mãe não vê. Cada ponto custa uma vida. Não é lugar pra ficar em sequência de três empates ou três derrotas. E é triste informar que ninguém no eixo Mercúrio – Netuno viu sequer alguma mudança de postura do Tetra campeão Brasileiro.

     

    A situação está semelhante ao homem que rivaliza com seu vizinho e quando perde o emprego, é traído e vê sua conta enxugada pela mulher descobre que o filho é gay, o cachorro morreu e que seu o mais novo não é sangue do seu sangue. E isso tudo bem debaixo do nariz do adjacente agora milionário e de namorada gostosa. Ta tudo ruim e com sérios indícios de que irá piorar.

     

    Não há nada a fazer senão dar uma injeção de ânimo com caras novas, posturas novas e buscar fazer tudo novo de novo, caso contrário 2012 pode se repetir já em 2013. E tenho pra mim que jogar a terceirona não deve ser algo muito excitante.

     

    Dois Toques e a gente sai na cara do gol.

     

     

    Não deixem de curtir minha página, o Flagaiato, nem de deixar suas mensagens, críticas e xingamentos (que não sejam dirigidos à minha mamaezita) no email [email protected]. Aproveitem e sigam @flagaiato no twitter.

    tags: , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs