TOPO
  • 03/06

    Bollywood 

    A luta contra o terrorismo ficou mais colorida e dançante. Carros abandonados tocando músicas de filmes indianos começaram a aparecer na cidade de Sirte, na Líbia. O som altíssimo é a nova estratégia das forças armadas britâncias, que combate o Estado Islâmico no país. Tudo porque o ISIS detesta as trilhas sonoras de Bollywood.

     

    A ideia veio de um soldado britânico de origem paquistanesa. No Paquistão e no Afeganistão, as músicas indianas fazem muito sucesso – mas foram proibidos por grupos terroristas. As danças coreografadas com música pop são a marca registrada dos filmes de Bollywood, mas tanto o ISIS quanto o Talibã consideram que o estilo musical é antiislâmico, fútil e afasta as pessoas da religião.

     

    Os exércitos estrangeiros na Líbia estão em modo de não-combate – só poder ir para o confronto direto com o ISIS se forem atacados. Mesmo assim, as tropas especiais tenta conseguir informações sobre a forma de organização do Estado Islâmico. Mas, para isso, eles precisam pensar em jeitos criativos de tirar os terroristas dos seus esconderijos na cidade.

     

    De acordo com o jornal inglês The Mirror, a tropa levou dois carros abandonados com caixas de som enormes para os arredores da cidade e ligaram o som na altura máxima via controle remoto. Aí ficaram observando o tempo de reação do ISIS e quantas pessoas eles mandavam para desligar o som ?maldito?. Essas informações são um ponto inicial para que a inteligência britânica possa estimar quantos membros o ISIS tem na região, assim como possíveis localizações onde estão se escondendo.

     

    Além das questões estratégicas, irritar o Estado Islâmico também é um objetivo oficial da missão. A ideia é desacreditar o ISIS na frente de toda a população e desafiar a sua autoridade sem atacá-los diretamente.

     

    A ideia já te deu vontade de dançar? Irrite você também o ISIS (e os seus vizinhos) com essa coletânea de 45 minutos das melhores cenas musicais de Bollywood de 2015.

     

     

    Via Super.

    tags: , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs