TOPO
  • 10/08

    Parecendo que não, ainda há muito por fazer no que diz respeito à ergonomia nas viagens de avião. O embarque e desembarque dos passageiros continua a ser um processo complicado e moroso onde o ser humano deve submeter-se aos sistemas mecânicos, que pouco têm evoluído, e não o contrário. Adultos, crianças e pessoas de mobilidade reduzida ou nula portadoras de bagagens diversas enfrentam passadeiras, escadas e autocarros agrestes que variam em forma e tamanho de local para local. Esta falta de uniformização e desadequação levaram o designer Hannes Seeberg a conceber um veículo multifuncional denominado Skylift.

    O conceito deste veículo é simples: transportar pessoas e bagagens desde a gare de embarque até ao avião de uma única vez sem a necessidade de subir escadas, apanhar vento e frio ou enfrentar obstáculos físicos. Apesar de se aparentar com um vulgar autocarro de carroçaria única, o skylift possui na verdade quatro cabinas telescópicas que sobem e descem ao longo de dois eixos. Podem, deste modo, colocar os passageiros e/ou bagagens em qualquer nível, seja um avião grande ou pequeno, uma avioneta ou uma plataforma de embarque.

    Importa ainda fazer notar que este veículo possui um design agradável, espaçoso e acolhedor, o que contribui para a sua funcionalidade e contradiz a imagem tradicional do embarque de avião, feita através de dispositivos estreitos e claustrofóbicos. Um último pormenor: o skylift, concebido em 2005, continua ainda no papel. Para quando a sua produção e utilização?


    Fonte: Obvious
    Segue aí: @JuniorChioratto

    tags: , , , , , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs