TOPO
  • 19/03


    Enfim o povo sorri e o sol parece poder raiar, pois já não nos oprime quem outrora nos oprimia, nem nos ordena duras ordens quem há pouco ordenava. Caiu a ditadura, exterminado foi o câncer. Resta-nos, porém que não nos acomodemos e continuemos o tratamento a fim de que num futuro próximo não soframos por alguma metástase.

     

    É realmente tão animador quando esse parágrafo ter a certeza de Ricardo Teixeira está fora de sua velha poltrona após anos de ditadura e escravagismo. Está certo que o trono do Satã agora é ocupado por um velhaco sonso que rouba medalha de molequeira, mas ter a ciência de que em poucos 600 dias ele estará fora e que a tortura enfim terá chances de acabar já soa balsâmico e encorajador. E sob essa atmosfera que num papo enriquecedor com um boleiro amigo meu chegamos a uma terrível conclusão. Quem nos garantirá que o sucessor do Teixeira não será da mesma dinastia do outrora açoitador?

     

    Futebol é paixão nacional, é orgulho primordial, é riso em tempos de dor, a válvula de escape de um povo sofrido. Nada mais justo que a Nação Brasileira pudesse escolher ainda que indiretamente que governará nosso amor maior pelos próximos anos. E com base nisso chegamos a uma fórmula simples, eficaz e a prova de roubo. Todos os torcedores associados de qualquer equipe brasileira independente da Série que pertença deveriam votar (ainda que online) num dos nomes já predispostos pela CBF para presidir a instituição. Uma vez votado e apurado, os votos de cada equipe representariam o desejo de sua torcida e cada presidente, por sua vez, votariam abertamente representando a vontade dos adeptos dos clubes que defendem. Por exemplo, se a torcida do Vasco escolhesse Romário para presidente da CBF, caberia a Roberto Dinamite representá-los em tal eleição. É a única forma de fazer da eleição do presidente da CBF algo democrático, acessível ao povo.

     

    E acredito que o povo saberia bem quem escolher e minaria a soberania paulista que tem se mostrado assustadora empenhada em arregaçar o futebol nos demais estados do país – vide Flamengo e Vasco tendo que fazer dois clássicos nas últimas rodadas do Brasileirão desse ano. Romário, Leonardo e Zico são nomes de bons gestores para o cargo. Homens com passado de identidade com o futebol nacional, de prestígio mundial e que sentiram na pele a dor de ter um tirano sobre suas cabeças. Atletas que pensariam no bem estar de seus companheiros desinchando nossos calendários (o que automaticamente reduziria de forma substancial a quantidade de lesões e contusões de nossos atletas) aumentando a vida útil de Juninhos, Ronaldinhos e Ronaldos Brasil a fora. Isso sem mencionar que gringo ia ter que rebolar muito pra levar jovens garotos sob uma lei dura e que não traz debalde o chicote.

     

    A hora é agora, não há momento melhor para recuperar o que tantas alegrias nos deu do que nesses anos onde somos uma nação em franca expansão e com uma economia sólida e respeitada. Geral está cansado de saber que de nada adianta aumentar o salário se na Copa não tiver feriado, afinal churrasco em dia de trampo é impossível. E feriado na Copa é só se o Brasil avançar, senão morreu Maria. Vamos para a Copa do Mundo com uma seleçãozinha muito mequetrefe como há anos não víamos. Se pegarmos o banco de uma seleção brasileira desastrosa do passado e colocarmos para enfrentar a seleção do Mano, veremos Neymar sair de campo mais chateado que na final do último Mundial.

     

    Eu fico puto, xingo, falo que vou parar de torcer, que to secando, mas porra nenhuma. Eu quero ganhar! Já imaginaram ficar sem feriados copadomundianos, ver nosso churras de inverno com cerveja preta reduzido a três míseros joguinhos muquiranas e no fim ainda ter que aturar o Messi e sua legião de hermanos de una leviana dando volta olímpica, fazendo dancinha e tirando ondaem nosso Maraca maneirão? Pé de pato, mangalô, três vezes.

     

    Longe de mim Jacaré. Mas temos que abrir os olhos e tomarmos atitudes antes que o leite derrame, a criança chore, o cachorro lata e o pintinho piu.

     

    Dois Toques e a gente sai na cara do gol!

     

     

    Não deixem de curtir minha página, o Flagaiato, nem de deixar suas mensagens, críticas e xingamentos (que não sejam dirigidos à minha mamaezita) no email [email protected]. Aproveitem e sigam @flagaiato no twitter.

    tags: , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs