TOPO
  • 24/10


    Salve, muito salve à galerinha bandeiraduense que tem fechado com o Dois Toques e fortalecido a vera tornando as manifestações de carinho públicas e deixando o blogueiro aqui mais inchado (mas no sapatinho) e mais agradecido à todos que independente da cor da flâmula que ostente vem aqui conferir as letras mal traçadas ainda que o post não seja, naquela semana, tão amigável ao seu time. O povo que viaja em Bandeira Dois sem medo de ser feliz certamente já se conectou na esperança de ver o que se dará após essa rodada que se findou, porém terei que deixar-vos na míngua. Tudo porque hoje precisamos falar de futuro, coisa séria e não nesse campeonato que quando mais se define, mais se embola. A parada hoje é sobre uma possível instauração do ENEM DO BRASILEIRÃO.

    O ENEM em questão significa Exame Nacional das Equipes Médias e teria o caráter de expor a testes físicos, psicológicos e de habilidade todas as equipes que morcegaram no ano vigente assim como os recém-chegados à Série A. Isso porque diante de certas equipes que nada fazem no Brasileirão senão impedir que alguém leve a bagaça com 100% a tendência é deixar o campeonato chocho em certos momentos, reservando adrenalina apenas às rodadas finais. Entre a 1ª e a 856ª rodada não temos nada senão um monte de jogador caro levando porrada na gratuidade e uma renca de timeco sem postura avacalhando a competição e tornando inviável a transmissão de todas as partidas ao mundo afim de que não tenhamos nosso bom nome jogado aos vermes e sentenciado a ser o campeonato peruano da vez.

    Sem contar que os times que vêm da Série B teriam uma boa chance de provar que não ipatingarão nem americaminerarão na elite do futebol nacional, porque nada a ver uma equipe subir simplesmente para servir de cascudo pro pelotão de frente e Viagra pro pelotão do fim. Equipes que se averiguadas de perto certamente integrariam a Série F do futebol afegão sem maiores dúvidas.

    A Portuguesa, por exemplo, me dá a sensação de que a cada dois anos visitam a Série A, dão um vexame, caem e tornam a subir. Tenho a impressão que nunca antes na história desse país um time caiu e subiu tanto como a Portuga de Sampa do Meio. Fico preocupado com o rumo do nacional se o ENEM não for rapidamente executado.

    Uma boa prova para avaliação do nível de pernadepalês de certas equipes é iniciar um jogo desses pelas contra o então último colocado da Série A. Vitória por menos de 2 gols não garantiriam a ascensão do então candidato. Outro método bastante eficaz é pregar uma peça dizendo que a Série B teve uns jogos anulados e bla bla bla. Chorou, deu ataque, xingou juiz ou foi à Globo dar ataque de pelanca são situações de eliminação automática. Time que se preze não fica de frescurinha dessa forma. E a Série A está cheia deles. Um mais fresco que o outro. Tão frescos que acredito que a leitura semanal dessas figuras seja a coluna Papo de Boleira da Lica Moon. Devem ler não pra aprender algo, mas para sonhar com aquele rela-rela de homem suado que a Lica insiste em mencionar como se fosse normal como andar pra frente ou evacuar de cócoras. Eca!

    O ENEM viria para deixar a Série A mais sucinta, mais justa, com mais cara de elite. Um campeonato com 2 times paulistas, 2 cariocas e uma vaga disputada na repescagem pelo resto do Brasil num sistema mata-mata em campo neutro só com jogo de ida seria tudo de bom. Teríamos um campeonato que rapidinho terminaria, sem frescuragem, sem chororô, geral ciente que foi campeão vencendo quem realmente tinha time, e ainda teria a repescagem que seria um show a parte com botinadas mil, partidas às 3 da tarde de norte a sul do Brasil disputadas debaixo de um sol escaldante ou num frio da porra por times que dariam realmente valor que a Série A merece. Seria possível até realizar mais de um campeonato por ano. Sem contar que o Mano Menezes poderia esvaziar os times convocando sua seleção com 56 jogadores sem medo, afinal o calendário ia ficar de boa com tempo até pros caras pegarem uns funks, umas mulheres frutas, uma cervejada, (quem gosta) um veneno e tudo isso sem medo do anti-doping. A boleirada ia se amarrar.

    Mas como esse modelo com 4 disputando o título, 8 que entram na competição a la caralho, 3 que impedem o 100% de qualquer um que seja e 5 brincando de roleta russa o campeonato todo dá mais dinheiro, duvido que alguém lá de cima se mova pra tornar o Brazucão mais dinâmico.

    Eu como bom gozador e torcedor que sou permaneço na esperança, que só não é maior que a da Portuguesa em não fazer feio mais uma vez no Brasileirão do ano que vem. Além de deixar-vos com uma frase marota, sacana e sem nenhuma graça que costumam dizer aqui no Rio.

    “Os cariocas estão felicíssimos com a ascensão da Portuguesa, porque campeonato brasileiro que se preze tem que ter aquele paulista preparado pra cair.”

    Dois Toques e a gente sai na cara do gol.
     
    Se você quiser enviar elogios, críticas, sugestões, fotos, vídeos, mande para [email protected] e não deixem de curtir o Flagaiato.

     

    tags: , , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs