TOPO
  • 03/07

    Maneiras de morrer

     

    Quando o assunto é morte, será que existe alguma lista estranha o suficiente para reunir as piores formas de morrer? Bem, existe. O site How Stuff Works publicou uma relação e nós vamos repassar alguns itens a você. Confira a seguir quais são as opções mais trágicas no menu da morte:

     

    1 – Fome

     

    Fome

     

    Seu corpo pode aguentar até 60 dias sem comer nada, mas precisaria ingerir pelo menos água nesse período. Após alguns dias, você já ficaria sem as reservas de gordura e seu fígado começaria a produzir toxinas que fariam muito mal ao seu organismo. Em apenas um mês, você perderia 18% do seu peso de uma maneira nada saudável e bem perigosa. Depois disso, seu corpo iria consumir a energia dos próprios músculos e órgãos, até morrer.

     

    2 – À deriva

     

    À deriva

     

    Estar no meio do oceano, sem comida, sem rumo, sem nada para usar como proteção, com frio e flutuando sobre cabeças de tubarões parece não ser o sonho mais feliz de alguém. Nessa situação, você pode morrer de fome, de frio, afogado (caso caia no mar) ou ainda ser atacado por algum tubarão faminto.

     

    3 – Cair em um vulcão

     

    Cair em um vulcão

     

    Essa possibilidade é remota – ainda bem –, afinal não são muitas as pessoas que correm esse risco. Mas, em um caso desses, talvez você imagine que a pessoa que cai em um vulcão tem seu corpo instantaneamente derretido nas lavas, certo? Errado! Por isso essa é uma das mortes mais sacanas de todas, uma vez que, se alguém cair em um vulcão ativo e cheio de lavas ultraquentes, ficaria flutuando na superfície antes de afundar. Seria, então, uma morte cruel, longa e imensamente dolorosa. Fuja dos vulcões!

     

    4 – Acidente aéreo

     

    Avião

     

    É raro acontecer, mas, quando acontece, geralmente muita gente morre ao mesmo tempo — e, durante a queda de um avião, todo mundo dentro dele sabe o que vai acontecer e entra em pânico ao mesmo tempo. Portanto, não se trata de uma das melhores maneiras de passar dessa para melhor, não é mesmo?

     

    A queda de um avião, nesses casos, duraria poucos minutos e no primeiro deles você estaria desmaiado devido à falta de oxigênio. Quando acordasse, teria que enfrentar de 2 a 3 minutos de pânico geral a 193 km/h.

     

    5 – Ser comido por animais

     

    Animais

     

    Não que muitas explicações sejam necessárias nesse tópico, mas é preciso lembrar que isso não é assim tão comum e que animais são lindos, mesmo os assassinos. Então não vale ficar com raiva ou desenvolver medo de animal algum, combinado? Ainda assim, eles podem comer você. Temos que amar os animais? Temos. Mas é bom manter a distância, em alguns casos.

     

    Jaguares, por exemplo, não atacam pessoas pelo pescoço como leões e tigres, mas pela têmpora, até encontrarem seu cérebro. Zumbis? Isso sem falar em hienas, capazes de comer suas vítimas enquanto ainda estão vivas, ao contrário das anacondas, que sufocam suas presas – humanas ou não – e depois as comem. Não é linda, afinal, a natureza?

     

    6 – Congelado

     

    Congelado

     

    Morrer de frio por si só já é uma coisa horrível, mas morrer congelado deve ser ainda mais cruel. Seu corpo deve manter-se em uma temperatura média de 37 ºC, certo? Quando está muito frio, você treme, e isso é uma resposta de seus músculos, que querem arranjar uma maneira de produzir calor.

     

    Quando o frio é tanto a ponto de você literalmente congelar, seu corpo vai ficar duro como madeira, o que significa que suas habilidades motoras e de coordenação já não existem mais. Nessa altura, seu cérebro também sofre as consequências e você fica confuso, sem conseguir pensar direito. Depois de algum tempo, você vai perder a consciência até a morte.

     

    7 – Morrer de vergonha

     

    Vergonha

     

    Pelo jeito, essa não é só uma expressão exagerada. Algumas sensações e experiências realmente intensas podem liberar grandes doses de adrenalina, o que nem sempre é uma boa coisa.

     

    Em alguns casos bem específicos, principalmente quando relacionados a altos níveis de estresse e ansiedade, a pessoa pode sofrer ataques cardíacos. Depois de falarmos em algumas causas bem traumáticas e trágicas de morrer, vale o alerta: há causas de morte que poderiam ser evitadas, como essa última.

     

    Via Megacurioso.

    tags: , , , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs