TOPO
  • 29/10

    futebol

     

    uefa

    Começou a Master League da vida real, o campeonatinho em HD mais comentado do planeta bola onde a geração memory card atinge orgasmos e a mídia aproveita para vender mentiras, onde o grande fica cada vez maior e o pequeno cada vez menor, um lugar em que quem é rico faz chover e quem é pobre quando apanha, dizem que fez por merecer. Isso é a UEFA Champions League, o torneio composto de 3 Champions e o resto tudo Leagues – Leagues B, diga-se de passagem.

     

    A Libertadores da Europa é um bode de terno. Engana, fica diferente, atrai a atenção, mas se analisar friamente será sempre um bode. Jogadores maquiados, saltos altos, paletós engomados, uma orquestra maneira, um coral alucinante, transmissão em HD, torcida homogênea e um frio do caralho. Isso é UEFA Champions League, o torneio onde não importa o quanto você treinou, mas sim quanto você investiu.

     

    Eles entram mascando chiclete, eles fazem pose pra cobrar escanteio, eles riem olhando pra diagonal superior direita, pose de galãs. Eles não suam, eles são cheirosos, eles fazem chapinha. São jogadores prontos para estrelarem em Hollywood. Aliás, o campeonato todo é como filmes de Hollywood. Partidas já pré-estabelecidas – não digo compradas, mas tão óbvias que qualquer Mick Jagger acertaria num bolão -, um jogo feio, amarrado, mas que atrai pelo jogo de câmeras. Elas se aproximam, dão zoom na hora do chute, uma pra cada jogador. Os ângulos se intercalam a cada passe, o gol é com a câmera girando e tudo isso em HD. E em HD meu amigo, até XV de Piracicaba e Itapipoca vira bestseller. Isso é UEFA Champions League, um torneio que poderia muito bem ser mais uma série 9 O 2 1 O.

     

    A Champions é o único prélio continental no mundo onde com três palpites se torna impossível não determinar o campeão. Pensem em três grandes equipes europeias e acredite, pois uma delas irá levar o caneco orelhudo. Isso é UEFA Champions League, um torneio onde o final é mais óbvio que gozada na cara em filme pornô.

     

    Mas assim como horário eleitoral, novela das sete e DVD da Cláudia Leite, terei que aturar, afinal tem quem venda e tem quem compre. Serão meses ouvindo nomes croatas, possíveis Pelés do terceiro milênio, pessoas postando nome do jogador e seu país na língua original no facebook, Messi sendo mais uma vez idolatrado sem nunca ter jogado num time onde o passe é quadrado e é obrigado a buscar a bola perto da bandeira do corner… Mas é isso, faz parte do show da vida, é o picadeiro mundial.

     

    Por isso a partir de hoje postarei sempre que puder ao fim dos meus textos um vídeo desse talento que descobri aqui do lado bonito da Dutra. Luís Felipe Guimarães é nome da fera – sem siricuticos meninas.

     

    Porque isso é UEFA Champions League, a máquina de alienação global mais eficaz que se tem notícia. Aliena e te joga pra dentro dos universos do vídeo-game. E tudo isso em HD.

     

    Dois Toques e a gente sai na cara do gol.

     

     

    Não deixem de curtir minha página, o Flagaiato, nem de deixar suas mensagens, críticas e xingamentos (que não sejam dirigidos à minha mamaezita) no email [email protected]. Aproveitem e sigam @flagaiato no twitter.

    tags: , , , , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs