TOPO
  • 15/07

    Com a popularização dos smartphones, câmeras fotográficas e filmadoras portáteis se tornaram indispensáveis para algumas pessoas. Para algumas, mas não para todas. Para profissionais e amadores, mesmo o mais “top” dos smartphones não oferece todas as opções e por consequencias as possibilidades que um equipamento específico para tirar uma fotografia ou fazer um vídeo permite. E depois que você experimenta fazer um vídeo com um aparelho específico para isto, fica até difícil se empolgar com alguns vídeos feitos no celular.

    A qualidade dos vídeos feitos com uma ZOOM Q3HD são de deixar qualquer um se achando um cineasta. O usuário tem cinco opções, da melhor até a menos pior, por assim dizer, afinal, não é sempre que se quer ter a melhor qualidade, uma vez que isso implica no tamanho do arquivo: High-Definition (HD) 1080/30 frames por segundo (fps); HD 720/60, HD 720/30, WGVA/60 e WVGA/30 (Wide VGA 800×480 de resolução). Inclusive, a ZOOM, como o próprio nome diz, possui um zoom digital bastante honesto para uma câmera de mão, de 4x. A imagem é de 1/3.2 pol 5M pixels e entes de foco fixo (1.0m – infinito), F2.8. O filtro Low-cut (também conhecido como passa-baixo) ajuda a reduzir o ruído de fundo indesejado, podendo ser acionado sempre que tiver muito vento, por exemplo.

    Mas um dos principais atrativos da ZOOM, para quem quer mais profissionalismo em seus vídeos, são os dois microfones que gravam qualquer som que passa por sua frente, do vento ao caminhar. O som estéreo é capturado por um par de microfones X/Y que grava o arquivo em PCM (pulse-code modulation) WAV, um método de armazenamento de áudio não-comprimido, isto é, sem perda, e fácil de editar em softwares, ou em AAC (Advanced Audio Coding), um esquema de codificação para compressão com perda de dados de som digital. Ao fazer um vídeo de alta definição 1080p, o som gravado também será de alta-resolução, de até 24-bit/96 kHz, dependendo da seleção do usuário, é claro.

    Defasagens temporais geradas pela diferença da distância da fonte do som são eliminadas através do alinhamento das posições de gravação esquerda e direita no mesmo eixo. Além de esquerda-direita, uma sensação de profundidade da frente para trás também é capturada com fidelidade, permitindo que as gravações de som sejam tridimensionais, segundo o fabricante. De fato, a sensação espacial dos vídeos é impressionante. O som, inclusive, é o que mais interessa em uma câmera de vídeo profissional, pois nenhum smartphone é capaz de captar o aúdio com a mesma qualidade sem um acessório. Imagine gravar um show e de fato poder escutar as músicas depois, não apenas os gritos do público?

    A iluminação também pode ser selecionada: auto, dia ou noite. De noite, no teste realizado, a qualidade não é das melhores, mas de noite qualquer vídeo sem luz auxiliar fica com aspecto de granulado, mesmo em alta-definição. Dos vídeos de dia não há o que reclamar: mais realistas, impossível.

    A ZOOM possui um software de edição de imagens embutido, o HandyShare, acessível na pasta Files do menu principal e que pode ser usado na própria câmera ou instalado no computador do usuário. O programa permite fazer alguns cortes nos vídeos e até subir o arquivo para sites de compartilhamento de vídeo, no caso o YouTube. O software não substitui um bom editor de som e imagens, mas é prestativo se você tem urgência em editar algo. Só se prepare: editar um vídeo com os poucos botões da câmera pode não ser algo lá muito fácil.

    Outra facilidade para dazer upload dos filmes é o cabo USB padrão USB 2.0 Hi-Speed que já vem com a câmera, tornando-a ainda mais portátil, pois você não precisa carregar o cabo. Uma pena que apesar de ter entrada de Mini HDMI, o cabo não venha de fábrica. Além disso, a ZOOM tem na sua lateral esquerda um ajuste de ganho do microfone de três niveis (L, baixa sensibilidade; H, alta sensibilidade, e AUTO, automático), uma entrada de som vinda de equipamento externo, uma saída de som para fones de ouvido ou equipamento externo, espaço para um adptador de AC ZOOM AD-14 (um carregador semelhante ao de celular vendido separadamente), saída analógica de áudio e vídeo para TV, além da saída digital compatível com HDMI. Do lado direito, fica o botão de liga e desliga e o espaço do cartão SD. Na parte frontal da câmera é que o usuário tem o display e os botões de Play, Menu e Lixeira logo abaixo da tela e, em um círculo no corpo da câmera está o botão de REC (vermelho como deve ser), os botões de aumentar e diminuir o volume (as flechas para cima e para baixo) e as flechas para aproximar a imagem (as flechas para a esquerda e para a direita). Há também um espaço para perdurar uma corda se você realmente for usá-la como uma handycam (câmera de mão), afinal, ela é leve.

    Arquivos de vídeo Q3HD podem ser transferidos através do iTunes para iPads, iPhones e iPods. É necessário converter o vídeo usando o “iPod ou iPhone Criar versão” de comando no iTunes. O cartão SD de 2GB incluído pode gravar cerca de 30 minutos de vídeo Full HD de acordo com o fabricante, enquanto um cartão SD de 32 GB permite a cerca de 7 horas de tempo integral de gravação de vídeo HD (se gravado com áudio AAC de 192 kbps. Parece bastante se persarmos que se trata de um vídeo em alta resolução, porém, o problema pode estar no abastecimento de energia do aparelho, feito através de duas pilhas AA.

    Este, aliás, é o único porém da ZOOM: pilhas? Alguém ainda usa pilhas em algo que não seja um controle remoto ou um brinquedo de criança? Com um cabo USB, porque não fazer um equipamento à bateria que pudesse ser carregado via USB ou carregador, daquelas utilizadas em câmeras fotográficas profissionais? De acordo com o site da fabricante japonesa, o espaço para pilhas é compatível com baterias NiMH (aquelas que parecem pilhas embaladas), que podem ser recarregadas através de um carregador disponível comercialmente. Mas, então, por que não vir de fábrica com essa opção? É a única pergunta que fica.

    Fonte: Terra
    Segue aí: @JuniorChioratto

    tags: , , , , , , , , , , , , ,

    Leia também:
  • Comentários

    Veja posts legais de outros blogs